Todos que tem direito a aposentadoria por invalidez deve marcar uma perícia no INSS, clique no botão e saiba mais informações
MARCAR PERÍCIA INSS 2021

INSS ou Previdência Privada: Como se Preparar para a Aposentadoria?

Se preparar para ter uma grana fixa durante a aposentaria é uma coisa que tem que ser pensada desde cedo para evitar ter problemas quando chegar lá. Conforme a idade vai chegando, as empresas evitam contratar funcionários mais velhos. Por isso, existe o INSS ou previdência privada, que são uma maneira de receber um salário por ter contribuído durante seu tempo como trabalhador.

No entanto, muitas pessoas ficam com dúvidas sobre qual das duas é a melhor maneira de se aposentar, uma vez que as duas são possíveis, mas exigem formas diferentes de contribuição. Por isso, nesse texto vamos discutir sobre as duas para tentar lhe ajudar a decidir qual forma de aposentadoria, entre INSS ou previdência privada, é melhor.

Importância dos investimentos para a aposentadoria

Investir dinheiro em algum projeto para se aposentar quando estiver mais velho é algo de suma importância. Afinal, as oportunidades diminuem conforme você vai ficando mais velho. Além das doenças se tornarem mais constantes e para combatê-las existe a necessidade de tratamentos médicos e de remédios, que nem todos são fornecidos pelo governo.

Por isso, existe a importância de contribuir para o INSS ou previdência privada durante a época em que você está trabalhando. Então, no momento da velhice tenha uma renda para se sustentar e então possa parar de trabalhar. Assim, conseguirá descansar do trabalho e curtir a sua vida durante a melhor idade, depois de todo o esforço que você fez para chegar nessa situação.

INSS funciona? É possível ter renda apenas contando com o governo?

Sim, o INSS funciona como todos os órgãos do governo, por vezes o seu pagamento atrasa, isso é verdade. Mas, como é algo fornecido pelo governo, ele é obrigado a ser pago a todos que se enquadram nos requisitos que são regulamentados por ele. No entanto, está sujeito a alterações que podem ser votadas na câmera e aprovadas pelo presidente.

Quando se é empregado pela CLT, você acaba contribuindo para o INSS automaticamente, porque o valor da contribuição fica retido na sua folha de pagamento. Essa contribuição que você faz é o que lhe garante os benefícios da aposentadoria, o auxilio doença, salario maternidade, entre outros benefícios.

No caso da aposentadoria pelo INSS, você pode se aposentar por tempo de contribuição. Para homens que vivem na cidade, a idade é 65 anos e para mulheres 60 anos. E para trabalhadores rurais masculinos é 60 anos e femininas 55 anos. Além disso, devem ter um tempo mínimo de contribuição de 15 anos, contínuos ou não.

O que é Previdência privada? Vale a pena?

A previdência privada é uma forma optativa de contribuir para aquelas pessoas que não trabalham no regime da CLT, mas querem contribuir para depois receberem seus direitos quando forem mais velhos. Basicamente, serve para aposentadoria para quem não tem INSS ou como um complemento para quem já tem, mas espera receber mais quando se aposentar.

Então, sim vale apena contribuir para a previdência privada, se você não tiver CLT, porque terá uma garantia de se aposentar quando chegar a hora. No entanto, também é necessário pensar o quanto vai pagar, para assim ter noção de quanto vai receber quando se aposentar e receber de volta o dinheiro da previdência privada. E finalmente poder curtir a aposentadoria.

INSS ou previdência privada qual é melhor?

Como o INSS é feito de forma automática, o desconto é um método mais simples de se receber o direito da aposentadoria. Também tem o fato de que todos os empregados que estão no regime da CLT acabam contribuindo. Por isso, consideramos ele o melhor método, afinal exige menos esforço e o gasto é sobre algo que você não tem controle.

No entanto, para quem quer se aposentar, mas não quer receber menos do que quando trabalhava, terá que contribuir para a previdência privada para conseguir manter o mesmo nível de vida que possuía quando ainda era empregado. E para isso terá que contribuir com um valor que para ser bem definido deve ser consultado um especialista contábil.

Como investir em previdência privada?

Agora que você já sabe as diferenças entre INSS ou previdência privada, chegou o momento de decidir qual das opções de previdência privada é mais interessante. Diversos bancos oferecem a opção desse tipo de investimento. Afinal, bancos adoram qualquer maneira de captar recursos.

Por isso, na hora de decidir em qual banco investir seu capital para obter a previdência privada, é importante você fazer um estudo que lhe permita ver a confiabilidade que o banco oferece, se ele é capaz de suprir as suas necessidades. Basicamente, você deve escolher aquele que lida melhor com seus anseios, pois ele se tornará muito importante na sua vida.