Todos que tem direito a aposentadoria por invalidez deve marcar uma perícia no INSS, clique no botão e saiba mais informações
MARCAR PERÍCIA INSS 2021

Dicas Para Passar na Perícia INSS – Como Fazer Corretamente a Perícia

Muitas coisas na vida possuem métodos e procedimentos que podem torná-las mais fáceis. Porque, quem já passou por uma situação pode analisar e ver os motivos de ter conseguido ou não obter aquilo. Por isso, falamos com algumas pessoas para criar uma lista de dicas para passar na perícia INSS.

Não existem muitos segredos para passar, se você possui o problema e ele está dentro da regra, possivelmente vai conseguir receber o benefício. Contudo, para tornar isso mais fácil e simples é possível se tomar algumas medidas. Para que você receba o benefício de maneira mais rápida, ao passar pela perícia do INSS.

Em suma, o INSS ou Instituto Nacional do Seguro Social, criou um procedimento que é obrigatório para aqueles indivíduos que estão em condições que os impedem de executar atividades laborais. Sendo tanto para quem deseja receber a concessão ou extensão do benefício por incapacidade, que pode variar conforme o caso.

Então para lhe auxiliar a ser aprovado por esse procedimento, juntamos dicas para passar na perícia INSS. Como as perícias são feitas por um médico habilitado pelo próprio INSS, é importante obviamente que você esteja com o problema que afirma ter.

Dicas para passar na perícia INSS

Na perícia, o médico irá analisar a efetiva existência de uma doença ou lesão que impeça totalmente ou parcialmente que o segurado exerça uma atividade profissional. Seja de forma temporária ou de maneira definitiva.

Então, basicamente, o resultado final da perícia é o que vai definir se você receberá ou não o benefício. Podendo ele ser temporário ou definitivo, conforme o problema que você possui. E ressaltamos que os primeiros 15 dias de afastamento, seja por doença ou acidente, devem ser pagos pelo próprio empregador.

As pessoas que tiverem o benefício aprovado, terão que passar por uma nova perícia depois do fim do pagamento, que ocorrerá em uma data determinada pelo INSS. Sendo que será realizado um novo exame para verificar se o problema se mantém ou não, e assim decidir pela extensão do pagamento do benefício ou por mandar de volta o indivíduo ao trabalho.

Somente são dispensados de avaliação periódicas aqueles indivíduos que possuem mais de 60 anos de idade ou aqueles que possuem idade superior a 55 e já estão afastados a mais de 15 anos. Mas, agora já tendo explicado sobre o benefício, vamos para as dicas para passar na perícia INSS 2021.

Guarde o comprovante de agendamento

O indivíduo que precisa passar por perícia médica pode agendar o procedimento de três maneiras. Sendo elas:

  • A primeira é ligando para o telefone 135;
  • A segunda é indo até uma das agências para fazer o agendamento;
  • E a terceira é fazendo de maneira virtual através do site ou do aplicativo Meu INSS.

Contudo, o método mais recomendado para esse procedimento é o de forma online, pelo aplicativo ou site. Porque lhe permite fazer de maneira rápida e diretamente da sua casa, além de ter a oportunidade de obter um comprovante com data e hora marcada para a perícia que você vai fazer.

Esse documento pode ser bastante útil, para ocasiões em que ocorram mudanças de agendamento feito pelo próprio governo. Onde existe a possibilidade de algum problema ocorrer, como desmarcar a perícia ou um médico não aparecer. Mas, com o comprovante em mãos, você poderá comprovar que marcou a consulta e segurar seus direitos.

Leve laudos médicos atualizados

Levar todos os documentos solicitados, para comprovar a sua incapacidade, é algo fundamental para que o benefício possa ser aprovado. Então, organize todos os documentos necessários e guarde eles em uma pasta para apresentar no dia, para assim as suas chances aumentarem bastante. Sendo os principais documentos os seguintes:

  • Documento de identificação com foto, pode ser RG ou CNH;
  • Um comprovante de residência;
  • Receitas médicas;
  • Carteira de Trabalho;
  • Carta da empresa declarando o último dia de trabalho do segurado, quando se trata de um profissional empregado;
  • Atestados e laudos médicos que descrevem a condição de saúde do segurado, com diagnóstico e tratamentos;
  • Exames de sangue ou de imagem.

Quanto mais atualizados forem os documentos de diagnóstico da sua doença melhor é. Pois, dependendo da doença, pouco tempo pode gerar uma grande diferença em sua situação. Então tente apresentar documentos que tenham no máximo três meses desde a sua expedição, para que possa melhorar as suas chances.

Não foque em mais de um problema

Por mais que você possa ter uma grande quantidade de doenças que afetem o seu dia a dia. É importante focar na que possui um impacto mais prejudicial na função que você exerce. Pois, se você começar a desfocar demais, pode ser que o perito acredite que você está tentando deixá-lo confuso, ou só apresentando várias desculpas.

Para ter um maior foco na doença principal, você deve reunir uma grande quantidade de documento referente a ela para que possa provar a sua existência e o seu diagnóstico. Assim, você poderá provar que realmente possui um problema que lhe impede de exercer a sua função no trabalho. E que você não está só “atirando para todos os lados” para obter o benefício.

Dicas para passar na perícia INSS: Jamais finja ou simule uma situação

É importante que você seja natural na hora do atendimento, e não fique exagerando a sua situação. Muitas pessoas na hora do atendimento tentam convencer o perito da situação problemática, de forma exagerada. Mas, na verdade, isso irá complicar a sua situação.

Por exemplo, existem pessoas que mentem sobre a sua doença e usam medicação em doses mais elevadas. Para parecerem estar numa situação pior do que realmente estão. Mas, esse tipo de simulação é bem fácil de ser percebida e acaba tendo o efeito contrário. Fazendo o perito pensar que você nem possui o problema que alega ter.

Por isso, vá de maneira normal, com roupas do dia a dia e aja normalmente que você terá mais chances de ter o benefício aprovado. Provavelmente essa é a mais importante das dicas para passar na perícia INSS, pois exageros são descoberto com muita facilidade.